Ocorreu um erro neste gadget

segunda-feira, 5 de dezembro de 2011

'Se tivéssemos a Copa em 2 meses, estaríamos preparados', diz ministro

O ministro do Esporte, Aldo Rebelo, disse nesta sexta-feira que acredita que o Brasil estaria preparado para receber a Copa do Mundo caso ela acontecesse em dois meses. A afirmação, de otimismo exacerbado, foi feita durante o programa "Bom Dia, Ministro", da NBR, o canal de TV estatal. E ocorreu em resposta à pergunta de um jornalista sobre a existência de um plano de emergência para o Mundial de 2014. Aldo, que substitui Orlando Silva, afastado por denúncias, citou como exemplos a capacidade do país para realização de megaeventos como Carnaval do Rio de Janeiro e jogos do Campeonato Brasileiro, que recebem grande público nos estádios.
Aldo Rebelo novo ministro dos esportes (Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom / Agência Brasil)Aldo Rebelo reafirma certeza no sucesso da Copa 2014 (Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom / Agência Brasil)
- Poderiam achar que eu estou exagerando, mas a minha impressão é de que se o Brasil tivesse que organizar a Copa do Mundo em dois meses, nós estaríamos preparados. Nós acolhemos milhares de torcedores brasileiros recentemente em um amistoso em Recife, em Manaus, em Campo Grande, temos o estádio do Morumbi em São Paulo. É óbvio que haverá rigor no acompanhamento das obras que serão usadas, mas nós temos consciência de que poderemos fazer tudo o que está previsto para a Copa do Mundo - declarou, referindo-se à hipótese de ser necessário usar outros palcos, já construídos.
As palavras vêm dois dias após o Tribunal de Contas da União aprovar um relatório que diz que a situação das obras de metrôs, VLTs (veículos leves sobre trilhos) e corredores exclusivos de ônibus para o Mundial "preocupam". O documento do TCU também disse que há um "estado de cuidado" na questão dos aeroportos, já que muitas das obras têm previsão de conclusão próximas ao Mundial - nove dos 13 que passam por reformas não devem ficar 100% prontos a tempo. Apesar disso, o ministro garantiu que não haverá caos aéreo no Mundial.
- Se é verdade que o Brasil hoje já tem que suportar uma demanda por serviços de transporte áereo superior a sua capacidade, e isso é resultado da melhoria da renda de uma parcela da população, é verdade também que o Brasil adotou novas medidas, estão previstos todos os investimentos em todos os aeroportos não só para atender a Copa do Mundo mas para atender a população brasileira - assegurou o chefe da pasta.
Matagal cresce em obras no Beira- Rio (Foto: Futura Press)Em outubro, matagal já crescia em torno da área
que está em obra no Beira- Rio (Foto: Futura Press)
Beira-Rio em xeque
Aldo Rebelo aproveitou para cobrar do Internacional uma definição sobre as obras no estádio Beira-Rio, paralisadas há seis meses em razão de um impasse entre o clube e a construtora responsável pela reforma. Sem querer dar prazo máximo, o ministro pediu uma decisão rápida e até citou o  andamento a construção da arena do arquirrival Grêmio.
- Claro que não temos interesse em interferir, mas que haja uma decisão, para que tenhamos uma segurança. É preciso que haja uma decisão porque a demora pode começar a comprometer o calendário no Rio Grande do Sul, o que não é desejável nem para a população, nem para o governo estadual, nem para o Governo Federal. Queremos que que essa obra seja construída e queremos que haja uma decisão, respeitando, claro, a autonomia do Internacional.
Ronaldo no COL
O político também comentou a participação do ex-jogador Ronaldo no conselho do Comitê Organizador Local da Copa do Mundo. A participação do ex-jogador na gestão dos preparativos para o Mundial foi anunciada na quinta-feira, em coletiva, pelo presidente do comitê e da CBF, Ricardo Teixeira. O ministro do Esporte evitou comentar a possibilidade de que ocorra tráfico de influência na atuação do Fenômeno - que tem uma agência de marketing com futebolistas como clientes e é patrocinado pessoalmente por marcar distintas das da organização da competição -, e disse que a expectativa do governo para a atuação do eterno camisa 9 é positiva.
- O governo, e eu pessoalmente, recebemos com grande alegria a presença do Ronaldo. Ele tem uma trajetória de atleta, conhece o mundo do futebol, participou de várias Copas do Mundo, e acho que no Brasil, contando com ele como um dos promotores, nós teremos não apenas a presença de uma pessoa muito respeitada e muito querida, mas alguém que tem experiência. Nós o recebemos com grande expectativa - revelou.
Ronaldo na coletiva sobre a Copa 2014 (Foto: EFE)Ronaldo dá risada antes da coletiva sobre sua entrada no COL da Copa do Mundo 2014 (Foto: EFE)
Sobre a relação entre governo e CBF, que já passou por algumas crises ao longo da preparação para o Mundial, o ministro negou que existam conflitos atualmente.
- Nossa relação é uma relação de cooperação. O COL e a Fifa são os dois principais organizadores da Copa do Mundo. Nós temos a atitude de cooperar, de fazer esse esforço comum, mas podem existir diferenças, que são naturais em qualquer relação humana. No mais, temos plena harmonia e consciência.
Você acha que isso é verdade?

Nenhum comentário:

Postar um comentário